Vida e obra de Gonzagão é tema do “Sextas Sem Conta”

O Plenário do Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE/PI), que tantas vezes recebeu sessões, julgamentos e autoridades municipais e estaduais, viveu nesta sexta-feira (13) o seu dia “sem conta” – melhor dizendo, a última edição de 2019 do projeto “Sextas Sem Conta”, que juntou os servidores do Tribunal para homenagear o rei do Baião, Luiz Gonzaga.

A data não poderia ter sido melhor definida, pois, há exatos 107 anos, nascia aquele que seria considerado o maior representante da cultura nordestina do Brasil. Sua vasta produção musical influenciou diversas gerações de artistas, enriquecendo ainda mais a nossa cultura popular e levando as histórias e necessidades de nossa região para o resto do país ouvir, cantar e se emocionar.

Para contar essa história tão consagrada o professor de física e coordenador da Colônia Gonzaguiana no Piauí, professor Wilson Seraine, foi convidado a proferir uma palestra sobre a vida e a obra musical de “Gonzagão”. Ele afirmou que foi uma experiência diferenciada, e muito estimulante, levar informações sobre o rei do Baião aos servidores da Corte de Contas estadual.

“Já falamos em escolas e faculdades, para pesquisadores e para músicos, e vir para o Tribunal, realmente, é bem diferente. É um público seleto, bem diversificado, diferenciado… tanto é que a interação é completamente diferente de outros lugares”, apontou.

Wilson, que também apresenta um programa de rádio com músicas e informações sobre o artista, destacou a importância de manter Luiz Gonzaga vivo na memória popular. Tanto dos mais velhos, que viveram e cresceram o ouvindo, como para as novas gerações, que ainda estão descobrindo o artista.

“Não podemos deixar de falar para os jovens e as crianças sobre quem foi Luiz Gonzaga, porque ele representa a nossa cultura genuína, de raiz. Desde o folclore, as danças, a alimentação, os ícones do sertão, a produção, a política,… A música dele representa tudo que é de diferenciado e que é importante no nordeste”, explicou.

O professor também presenteou a Biblioteca do TCE/PI com diversos livros sobre literatura de cordel e cultura nordestina. Ao final da palestra, apresentações artísticas com o coral “Cantos e Contas”, regido pelo maestro Aurélio Melo, além da presença de Toinho Sanfoneiro, fez o público presente se animar, trazendo toda a energia dos ritmos nordestinos para dentro do TCE/PI.

SEXTA SEM CONTAS – O ‘Sextas Sem Conta” é um projeto interdisciplinar organizado pela Escola de Gestão e Controle Conselheiro Alcides Nunes, do TCE/PI, que tem a proposta de realizar apresentações e debates interdisciplinares envolvendo as áreas de cultura, educação, ciências e política. O projeto retorna em janeiro de 2020, trazendo diversas atrações e debates entre TCE/PI, seus servidores e a comunidade.

Confira algumas das atividades já desenvolvidas:

1º Encontro: A genialidade de Torquato Neto e a Tropicália 

2º Encontro: Debate a redução da maioridade penal

3º Encontro: História e Cultura Piauienses

4º Encontro: Oficina de fotografia mobile