Novo Sistema de Prestação de Contas é apresentado a gestores e servidores

PDF

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) encerra nesta quinta-feira (23) a apresentação do Novo Sistema de Prestação de Contas – Documentos Web, para servidores e gestores de órgãos públicos da administração estadual. A apresentação é feita por meio da Escola de Gestão e Controle (EGC), e teve início na última segunda-feira, dia 20. 

A nova versão do sistema foi apresentada pela auditora de controle externo Ângela Vilarinho. O objetivo é esclarecer aos gestores e servidores o funcionamento do novo Sistema Web, por meio do qual eles enviam as prestações de contas ao TCE-PI. Para Ângela Vilarinho, esse sistema é de extrema importância. “É através dele que os gestores fazem a prestação de contas e, assim, o Tribunal tem maior controle sobre os documentos”, explica a auditora, adiantando que somente após as apresentações o sistema será lançado. 

Para a apresentação do novo sistema aos gestores, foi criada uma comissão no Tribunal, composta por representantes da Diretoria de Informática e das diretorias de Fiscalização da Administração Estadual (Dfae) e da Administração Municipal (Dfam). Na segunda, 20, a apresentação foi somente para os servidores da Dfae. De terça até esta quinta-feira, foi voltada para os gestores estaduais. 

Nos três dias de apresentações, foram feitas explicações sobre o funcionamento do sistema, destacado as mudanças e tiradas dúvidas dos gestores. Em março, haverá a apresentação para os gestores e servidores dos municípios.

 

alt

 

alt

 

alt

EGC realiza III Seminário para Novos Gestores em Parnaíba

PDF

O Tribunal de Contas do Estado (TCE-PI), por meio da Escola de Gestão e Controle (EGC), realiza nesta quinta e sexta-feira (16 e 17), em Parnaíba, o III Seminário Para Novos Gestores e Ouvidoria Itinerante. O evento acontece no auditório do Campus Ministro Reis Velloso, da Universidade Federal do Piauí (UFPI)

O evento faz parte da programação de seminários e outros eventos que serão realizados este ano para orientar e qualificar prefeitos, vereadores e outros gestores públicos piauienses, a fim de promover a boa gestão pública. Esses eventos serão promovidos até o final do ano, nos municípios-polo do Estado.

Realizado por meio da Escola de Gestão e Controle (EGC), o III Seminário Para Novos Gestores e Ouvidoria Itinerante em Parnaíba lotou o auditório do Campus Ministro Reis Velloso, da Universidade Federal do Piauí (UFPI), na abertura e primeiro dia de palestras. O evento prossegue nesta sexta-feira, reunindo prefeitos, vereadores e secretários municipais de Parnaíba e outros 12 municípios da região Norte do Estado. Representantes de sindicatos, conselhos e entidades comunitárias e cidadãos em geral também participam.

O evento consta de palestras e minicursos sobre controle externo e interno, contratos e licitações, transparência e prestação de contas, execução de obras e penalidades para quem infringir as normas que regem a administração pública. A abertura do seminário ocorreu na noite desta quinta-feira, com a palavra do presidente do TCE-PI, conselheiro Olavo Rebelo. Ele destacou que o objetivo é contribuir para a melhoria da gestão por meio da qualificação técnica dos prefeitos e outros gestores.

O prefeito de Parnaíba, Mão Santa, disse que, com o seminário, o TCE-PI alerta os gestores para a necessidade de administrar seus municípios com conhecimento e responsabilidade. Participaram da abertura magistrados, procuradores da República e representantes do Ministério Público Estadual e da Polícia Federal. Estavam presentes o presidente da APPM (Associação Piauiense de Municípios), Gil Carlos, os prefeitos de Cajueiro da Praia, Girvaldo Albuquerque da Silva; de Joaquim Pires, Genival Bezerra; de Juazeiro do Piauí, Zé Valdo; de Ilha Grande, Herbert Silva; de Esperantina, Vilma Amorim; de Caxingó, Washington Luis Brito; de Murici dos Portelas, Ricardo Sales; e de Caraúbas, João Coelho de Santana, o “Caburé”.

O vice-prefeito de Parnaíba, Marcos Samaronne, e o presidente da Câmara Municipal, José Geraldo Alencar, o Geraldin, também participaram. A palestra de abertura foi feita pelo presidente da Amapi (Associação dos Magistrados Piauiense), juiz Thiago Brandão, que falou sobre Transparência Pública: Efeitos sobre a Prestação de Contas no Exercício do Controle Social. Em seguida, o procurador do Ministério Público de Contas José Araújo Pinheiro Júnior falou sobre Julgamento de Contas do Prefeito – Câmaras Municipais ou Tribunais de Contas.

 

alt

 

alt

 

alt

Escola de Contas realiza o curso "Conhecendo o TCE"

PDF

O Tribunal de Contas do Estado (TCE-PI), por meio da Escola de Gestão e Controle (EGC), realizou hoje (15) o curso Conhecendo o TCE. O curso foi ministrado pelo Auditor de Controle Externo, Diego Amorim Reis, do Ministério Público de Contas.

O evento contou com a participação de servidores e estagiários  do Tribunal e teve o objetivo de mostrar o funcionamento de cada setor, a estrutura e funções administrativas. Foi falado sobre a estrutura organizacional do TCE, a função dos conselheiros e servidores, análises dos processos e o ofício do MPC junto ao Tribunal.

Durante a palestra, Diego falou sobre a importância do TCE, como também tirou dúvidas dos participantes. “O Tribunal de Contas do Estado é responsável por auxiliar a Administração Pública a bem gerir os bens públicos”, diz ele.

Para a servidora Valdira Soares, a iniciativa do curso foi muito plausível. “Conhecer o TCE é muito mais do que se pensa. É importante que a EGC ministre conteúdos como esse para aprofundar o conhecimento sobre o TCE”, ressalta. Para ela, o curso é muito importante, pois, se o servidor toma conhecimento acerca do seu local de trabalho, ele vai exercer o seu trabalho com muito mais segurança e habilidade.

 

alt

 

alt

TCE-PI promove curso sobre Inteligência Institucional e Combate à Corrupção

PDF

O Tribunal de Contas do Estado (TCE-PI), por meio do Núcleo de Gestão Estratégica da Informação (Nugei) realiza de 2 a 8 e de 20 a 24 de fevereiro, na Escola de Gestão e Controle (EGC), o curso de Inteligência Institucional: Aplicação no Controle Externo da Administração Pública como Instrumento de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro.

 

alt

O curso é voltado para servidores efetivos do Tribunal e está sendo ministrado pelo auditor de controle externo José Inaldo de Oliveira, coordenador do Nugei, e convidados de órgãos parceiros do TCE-PI. O principal objetivo é despertar nos servidores o interesse e a aplicabilidade da inteligência institucional do controle externo, como também otimizar o trabalho do TCE-PI no combate à corrupção e à lavagem de dinheiro.

 

Inaldo cita que a importância do evento aumenta com a intensificação das ações de combate à corrupção e à lavagem de dinheiro em todo o país.  “Esse foco no combate à corrupção e lavagem de dinheiro tomou uma importância muito grande, e o TCE-PI não pode estar fora desse contexto. A principal função é capacitar e dar ferramentas aos participantes para que o Tribunal possa proporcionar melhor o seu trabalho possível”,  relata o gestor.

 

Dentre as abordagens, estão o alinhamento conceitual (doutrina da inteligência, com ênfase no combate à corrupção e lavagem de dinheiro); apresentação dos sistemas do TCE e outros de acesso do Nugei; a elaboração de matrizes de risco; elaboração prática de relatórios; operações conjuntas e mineração de dados. “A inteligência institucional é algo que a gente precisa trabalhar com maior profundidade, ou então ficaremos fora do contexto nacional. Essa inteligência é aplicada ao controle externo da administração pública”, destaca Inaldo Oliveira.

 

O presidente do TCE-PI, conselheiro Olavo Rebelo, participou da abertura do curso na manhã desta quinta-feira (2). Ele destacou que quer ver o Tribunal na vanguarda nesse novo tempo de combate à corrupção. “A nossa presença aqui simboliza e traduz o nosso interesse em atuar junto à sociedade, nas licitações e serviços de inteligência. Por isso temos que ampliar e dar mais estrutura para que esses setores atuem com mais eficiência e com resultados concretos”, explica ele.

 

alt

alt

Evento destaca a importância da promoção da saúde mental e emocional

PDF

O Tribunal de Contas do Estado (TCE–PI), por meio da Escola de Gestão e Controle (EGC), promoveu na última sexta-feira (27) a oficina “Renovando Atitudes no Ambiente Organizacional”, como ação da campanha “Janeiro Branco”, que busca conscientizar sobre a promoção da saúde mental e emocional. 

Entre os objetivos do Janeiro Branco está fazer do mês de janeiro o marco temporal estratégico para que as pessoas reflitam, debatam e planejem ações em prol da saúde mental e da felicidade ao longo de todo o ano. A campanha também quer chamar a atenção para o tema da saúde mental das pessoas. A oficina foi conduzida pela psicóloga Valquíria Nogueira, da Escola de Contas do TCE-PI. 

Para ela, ações como essa são extremamente importantes para despertar as pessoas para a necessidade de planejar iniciativas que possam melhorar a qualidade de vida no ambiente de trabalho e nas relações sociais. “As organizações, públicas ou privadas, trabalham com capital humano, então não se consegue produtividade se o ser humano que compõe a organização não estiver bem, pois é necessário objetivar o melhor para o servidor”, expõe. 

 

alt

O Janeiro Branco foi uma iniciativa de um grupo de psicólogos de Minas Gerais, em 2014, para a conscientização da importância da saúde mental, pois existe o hábito de se buscar ajuda somente diante da doença mental. O nome da campanha está relacionado ao fato do branco ser a cor a partir da qual toda outra cor pode aparecer, se destacar, existir e acontecer como um projeto, uma possibilidade. A cor branca nos possibilita qualquer ideia, qualquer criação, qualquer ousadia, qualquer realização. O branco possibilita inícios e (re)inícios, partidas e convites à criatividade. 

A oficina faz parte das iniciativas do programa SER TCE (Saúde, Educação e Responsabilidade Social) do Tribunal de Contas do Estado. Para a servidora Nádia Takeuchi Ayres, que participou da oficina, a iniciativa foi extremamente válida. “Apesar de não conhecer o Janeiro Branco, descobri a importância da promoção e prevenção da saúde mental. E o TCE-PI como sempre com iniciativas de vanguarda. Está acima daquilo que a gente espera, investindo cada vez mais nos seus servidores”, diz ela.

 

alt

 

alt

 

alt

 

alt

 

Página 1 de 33

Joomlart