TCE-PI e FBC articulam parceria para implantação de mestrado na EGC

Conselheiro Olavo Rebelo e Adeildo Osório de Oliveira (ao centro), com Delano Câmara, Ceciane Portela e Sandra Santiago, na sede da FBC em Brasília

 

Com uma reunião na sede da Fundação Brasileira de Contabilidade (FBC), em Brasília, o Tribunal de Contas do Estado (TCE-PI) deu início aos entendimentos para implantar cursos de mestrado na Escola de Gestão e Controle (EGC). A ideia do Tribunal é, por meio da EGC, oferecer mestrado em gestão e administração pública, em parceria com a FBC e instituições de ensino superior reconhecidas nacionalmente.

Inicialmente, o curso deverá ofertar vagas para servidores do TCE-PI e contadores, a fim de atender a uma demanda crescente por qualificação e capacitação entre técnicos do Tribunal e profissionais da contabilidade. Parte das vagas poderá ser destinada a outros interessados. O encontro em Brasília foi no último dia 6, e reuniu o presidente do TCE-PI, conselheiro Olavo Rebelo, o presidente do Conselho Curador da FBC, Adeildo Osório de Oliveira, o diretor-geral da EGC, professor Delano Câmara, a diretora operacional da FBC, Sandra Santiago, e a professora Ceciane Portela, da Universidade Federal do Piauí (UFPI), que também é a conselheira da Federação de Contabilidade. A UFPI já é parceira da EGC em cursos de pós-graduação.

 

 

A FBC ficou de entrar em contato com o Conselho Federal de Contabilidade (CFC) e com instituições de ensino superior de Brasília e São Paulo para discutir parcerias para a realização do mestrado. O Conselho Regional de Contabilidade no Piauí (CRC-PI), que já é parceiro do TCE-PI em cursos de pós-graduação na EGC, será contatado para ampliação dessa parceria.